A chegada do novo coronavírus em nosso país trouxe muita dúvida e preocupação com capacidade do sistema de saúde público no combate à pandemia.

Essa preocupação é legítima, visto que nenhum país que já está enfrentando o pico da pandemia, como Itália e Estados Unidos, consegue dar conta da demanda pelo alto número de casos da COVID-19.

E é justo nesse momento, em que enfrentamos um grave problema mundial, que várias empresas brasileiras estão dando exemplo ao ajudar a sociedade no combate ao novo coronavírus com doações de valores, equipamentos de UTI e de diversos itens essenciais.

Confira ações solidárias de algumas dessas empresas:


MAGAZINE LUIZA
- Fez a doação de R$ 10 milhões, entre valores para instituições e equipamentos, para o combate à COVID-19. Os valores são destinados para a compra de respiradores, leitos e demais equipamentos necessários para os hospitais do país. Além disso, mais de 4 mil colchões foram doados para os estados de Pará e Bahia, para que sejam utilizados por abrigos para moradores de rua.

LOJAS RENNER
- Doação de R$ 4,1 milhões para hospitais das regiões Sul e Sudeste no combate ao novo coronavírus. A varejista também dará apoio a uma comunidade, onde residem mais de 35 mil pessoas, próxima a sede da empresa, localizada em Porto Alegre.

DECATHLON
- A loja de artigos esportivos decidiu doar todo o estoque de máscaras de mergulho que, com as adaptações necessárias feitas por especialistas, pode ser utilizada como respiradores para pacientes graves com COVID-19. São mais de 3 mil unidades doadas a empresas médicas.

CACAU SHOW
- A rede de chocolates anunciou a doação de R$ 1 milhão para o Estado de São Paulo para a compra de respiradores.

HERING
-A empresa anunciou que parte da capacidade produtiva das fábricas será destinada à produção de uniformes de proteção, que serão doados para hospitais dedicados ao combate contra o novo coronavírus.

ORTOBOM
- Vai doar mais de três mil colchões que serão utilizados em leitos de UTI em hospitais de todo o Brasil.