A presença de um caminhão do Supermercado Morando na garagem do Bom Prato ainda rede assunto em São Bernardo. Desta vez, o vereador Julinho Fuzari (PPS) questiona formalmente os motivos que levaram o veículo do comércio da família do prefeito Orlando Morando (PSDB) a estar no restaurante popular.

O vídeo que mostra o caminhão do supermercado no Bom Prato foi divulgado no início da semana pelo Sindserv (Sindicato dos Servidores), que tem feito críticas ao governo tucano.

Numa ‘live’ no Facebook durante a semana, o prefeito justificou o caminhão dizendo que foi uma doação de tomate, cebola, melancia e banana. Mas ainda assim continuaram os questionamentos.

Muito em função da informação divulgada pela equipe do prefeito nas redes sociais de que o valor da doação foi de 304 reais. Para muitos, não precisava de um caminhão para levar alimentos nesse valor.

O vereador Julinho Fuzari fez um requerimento e um ofício com perguntas à Prefeitura. O requerimento, que foi barrado pela base aliada do prefeito, indaga se o Supermercado e o Bom Prato têm contrato para fornecimento de alimentos. Já o ofício, que vai para o gabinete do prefeito mas não tem prazo para responder, faz outros questionamentos.