O deputado federal Alex Manente (Cidadania) levou ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, mais informações sobre denúncias de casos de corrupção em São Bernardo. O parlamentar também pediu investigações em outras frentes a Moro.

Uma das investigações é a Operação Prato Feito, que investiga organização criminosa composta por empresários, lobistas e agentes públicos para fraudar licitações e desviar recursos públicos da merenda escolar de São Bernardo – outras cidades também foram alvo.

Manente entregou documentos ao ministro Moro, com mais informações sobre os contratos estabelecidos entre a Prefeitura e as empresas, que podem colaborar com as investigações.

Em maio de 2018, a operação da Polícia Federal, em parceria com a CGU (em parceria contra a Controladoria Geral da União), cumpriu oito mandados em São Bernardo. Um dos nomes citados pela investigação foi o do então secretário de Assuntos Jurídicos da gestão Orlando Morando (PSDB), Carlos Maciel. Ele pediu exoneração.

A suspeita é de que o tucano teria sido beneficiado porque as empresas envolvidas no suposto esquema em São Bernardo tinham como prática apostar em candidatos a prefeito durante as eleições, ou seja, faziam doações eleitorais e, depois, fraudavam os contratos da merenda para compensar os gastos com os políticos.