Enquanto as administrações públicas apertam os cintos para acabar com privilégios, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), criou vantagens para engordar os salários de seus indicados na Prefeitura.

A ‘mamata’ está na recém-aprovada lei 6.803, de 15 de agosto de 2019, que incorpora benefícios aos salários de servidores escolhidos.

Na prática, Morando tenta agradar alguns funcionários públicos faltando pouco mais de 1 ano para a eleição municipal. A tentativa é ganhar popularidade dentro do funcionalismo, que tem sofrido nos últimos anos, sem os reajustes salariais devidos.

Esse tiro pode sair pela culatra. Como vão se sentir os funcionários que não forem indicados pra receber os benefícios?

Além disso, não foi apresentado publicamente os gastos com esses benefícios para alguns privilegiados. Não se sabe qual será o montante que sairá dos cofres públicos.