A operação, batizada de Pacto, conta com a participação de 60 policiais, que cumprem dez mandados de busca e apreensão. Todas as ordens foram expedidas pela Justiça de São Paulo.

Cartel

De acordo com a investigação, os participantes do cartel fixavam um valor para os fretes dos veículos 0 km para impedir a competição com outras transportadoras. "A estratégia adotada elimina a livre concorrência e impede a entrada de novas empresas no mercado, o que eleva substancialmente o valor do serviço. Vale destacar que o custo do frete constitui parcela relevante do preço final dos veículos 0km", explicou a polícia.

Os envolvidos na fraude podem responder por crimes contra a ordem econômica e também por organização criminosa. Somadas, as penas podem chegar a 13 anos de prisão. Além da PF, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) de São Paulo e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), também participam da operação.