A conta de luz é um vencimento que causa apreensão na maioria das pessoas.

Ainda mais com cobrança de bandeira tarifária, impostos e a CIP (Contribuição para Iluminação Pública).

Essa última, que é destinada a manutenção e ampliação da iluminação pública, varia de acordo com o município.

Apesar de ter vários problemas na iluminação pública de São Bernardo, como ruas totalmente escuras e ausência de lâmpadas, a cidade cobra um dos valores mais altos de CIP da região do ABC

Na tarifa residencial, o valor da taxa é de R$ 19,64. Para efeito de comparação, os residentes de Diadema pagam R$ 8,54. Já quem reside em São Caetano paga R$ 7,12. Na capital o valor da CIP é de R$ 9,51 para as residências.

Essa grande diferença entre o valor pago pela CIP em São Bernardo em comparação com outras cidades paulistas chamou a atenção da população, que quer entender o motivo de pagar mais que o dobro da taxa de outros municípios e sem ter o retorno esperado.

De acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) essa cobrança é amparada pela Constituição Federal, mas a mesma não informa regras e tabela de valores, deixando a cargo das prefeituras municipais a responsabilidade pela taxa.

Você está satisfeito com o serviço de iluminação pública de São Bernardo? Comente!