São Bernardo e Mauá descartam retiradas de radares móveis

Após o governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), anunciar a retirada dos radares móveis para acabar com a idealização da indústria das multas, nesta terça-feira (10/10), São Bernardo e Mauá não cogitam, por ora, adotar medidas similares e garantem a manutenção dos equipamentos nas ruas. Os três municípios já superaram a casa dos R$ 20 milhões em arrecadação de infrações cometidas por motoristas neste ano.