Promotoria deu 20 dias para prefeitura informar ações de inclusão das famílias em políticas de habitação

A Promotoria de Justiça de Direitos Humanos do Ministério Público de São Paulo instaurou inquérito civil para apurar que iniciativas a prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC, vem adotando para garantir a função social do terreno de aproximadamente 70 mil metros quadrados, ocupado por milhares de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). A administração da cidade tem 20 dias para responder aos questionamentos.