O Ministério Público abriu inquérito civil para investigar o prefeito Orlando Morando (PSDB) por improbidade administrativa. O alvo da promotoria são os contratos da Prefeitura com a Fundação do ABC, que consomem dos cofres públicos R$ 2 milhões por dia, como foi divulgado recentemente pela TV São Bernardo.

 

 

A Prefeitura de São Bernardo, comandada por Orlando Morando (PSDB), foi condenada pelo juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública a pagar R$ 20 mil de indenização a um morador por danos morais. Isso porque o Paço registrou BO contra o munícipe Rogério e Silva, conhecido como Rogério da Lupa, porque ele divulgou informação fornecida pela própria Prefeitura. A ação da administração ofendeu a honra do morador e causou danos à sua imagem, segundo a Justiça.