A HISTÓRIA DA EXPRESSO S.B.C

A HISTÓRIA DA EXPRESSO S.B.C

Uma das empresas de ônibus mais antigas da cidade encerrou suas atividades no dia 14 de outubro. A Expresso S.B.C., mais conhecida como “Expressinho”, fazia linhas entre os municípios de São Bernardo do Campo e Diadema. As suas linhas foram assumidas pela Next Mobilidade. Aqui contaremos uma breve história sobre a empresa.

Seu fundador, Leonardo Locosselli, chegou em São Bernardo do Campo com poucos recursos, mas com muita disposição para trabalhar. Precisou da ajuda de uma comunidade de apoio a imigrantes italianos, que se utilizava do seguinte sistema: os imigrantes já instalados na cidade, abrigavam os recém chegados em suas casas.

Locosselli fez de tudo até que em 1944. Na época, São Bernardo do Campo tinha poucas vilas, várias áreas de mata e bairros longe um dos outros. Mas Locosseli enxergou o potencial de crescimento da cidade e viu que o município necessitaria de transportes coletivos. Leonardo, junto com outros italianos, compra 10 peruas modelo International. Assim funda a Empresa Expresso São Bernardo do Campo Ltda, com a participação de Agostinho Mazini, Orlando Fabbrini e Pietro Villa.

No início eram 3 linhas: todas saindo da Rua Marechal Deodoro e indo para a Rua General Carneiro, no centro de São Paulo. Apesar de terem início e destinos iguais, as linhas tinham trajetos diferentes. Uma linha ia pela Estrada do Vergueiro (hoje Avenida Senador Vergueiro), outra pela Caminho do Mar e a última, pela nova obra viária da ocasião, a Rodovia Anchieta. Tirando a Anchieta, as demais linhas enfrentaram ruas de terra e muito lamaçal. As quebras eram constantes. Em meados de 1950, a empresa troca as peruas  por ônibus GM (Chevrolet Transit). A empresa chegou a ter um papa fila, uma carroceria grande de ônibus, puxada por um caminhão FNM. No final da década de 50 a empresa começa a operar a linha Rápido São Paulo. Era uma linha que percorria a Via Anchieta de forma expressa, sem parar nos pontos de ônibus da rodovia. Eram feitas por micro-ônibus. Nessa época, além das três linhas, houve o acréscimo de uma linha com ponto inicial no bairro do Alvarenga.

Por algumas décadas, a Expresso S.B.C. operou linhas até o Centro de São Paulo. Na metade da década de 60 houve acréscimo de linhas para o município de Diadema. No começo da década de 70, passa a operar linhas municipais em São Bernardo do Campo. Para diferenciar as linhas, os ônibus dessa linha municipal tinham pintura predominante verde e as linhas intermunicipais tinham pintura predominante amarela.

Na metade da década de 70, a Expresso S.B.C. deixa de operar linhas para São Paulo. Nessa época, as linhas para a capital paulista eram operadas pela E.A.V. São Bernardo LTDA e Viação Santo Inácio.

No início da década de 90, o transporte coletivo de São Bernardo do Campo passou a ser feito pela recém criada ETCSBC. A Expresso S.B.C. foi a última empresa a deixar de operar as linhas municipais da cidade, ficando apenas com as linhas intermunicipais.

Durante trinta anos a empresa operou 5 linhas entre São Bernardo e Diadema.

Curiosidades

* No final da década de 80, a Expresso S.B.C. teve uma frota de 26 ônibus para fretamento e turismo. Eram modelos Mercedes Benz 0-371, tinham a pintura de 4 engrenagens (três prata e uma amarela) com o nome da empresa em amarelo, num fundo azul marinho. Pintura de autoria de Douglas Piccolo. Tempos depois estes ônibus ficaram encostados na garagem da empresa, na Avenida José Fornari.

* Uma outra empresa do grupo era a Expresso Rudge Ramos, que operava duas linhas municipais circulares que passavam pelo bairro de Rudge Ramos (hoje linhas 15 e 16). Estas linhas eram operadas pela empresa Cap Norte. A pintura era branca e azul marinho e começou a operar estas linhas no final da década de 70 até o começo da década de 90.

* A empresa sempre foi da família Locosselli.

* Leonardo Locosselli dá nome a uma rua entre a Marechal Deodoro e Avenida Pery Ronchetti (Lei nº 1134, de 13 de fevereiro de 1963). Antes era conhecida como Avenida 1 e terminava na divisa do terreno de propriedade de João Corazza, próximo ao Córrego Saracantan.

* Há uma lanchonete no Conjunto Anchieta chamada “Expresso SBC” mas até o momento não conseguimos apurar se ela tem alguma relação com a empresa de ônibus.

*****************************
Ednilson Teixeira
Batateiro.
Pesquisador das curiosidades da cidade.
Administrador do grupo de Fotos Antigas de São Bernardo do Campo
MTB n° 0089656/SP
*****************************

Fotos: Revista ABC Ilustrado (do acervo do Centro de Memória de S.B.C.), Matheus Silva, Mário Custódio, Marcelo Foshi, Izabel Demarchi Nunes, Ônibus Antigos S.B.C. e Douglas Piccolo.

Desenhos: Willian Bordin

Fontes:

Portfólio – Planejamento Visual – Douglas Piccolo – https://www.douglaspiccolo.com.br/portfolio/planejamento-visual/expresso-sao-bernardo/

Ônibus Brasil – Expresso S.B.C. – https://onibusbrasil.com/empresa/expresso-sbc

Expresso S.B.C. – Ônibus Antigos S.B.C. – http://onibusantigosbc.blogspot.com/2012/05/expresso-sbc-linhas-intermunicipais.html

Leis Municipais São Bernardo do Campo – Consulta feita em 26/10/2021

Tagged: ,

Comente aqui

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.