ESTUDANTES DIREITO SÃO BERNARDO SE UNEM CONTRA O RACISMO EM PESQUISA REVELADORA

ESTUDANTES DIREITO SÃO BERNARDO SE UNEM CONTRA O RACISMO EM PESQUISA REVELADORA

Camilla Fernanda Martins Alves, uma estudante do 3º ano da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, faz parte de um grupo de pesquisadores em uma missão importante: combater o racismo. Ela e seus colegas, que fazem parte do Núcleo de Estudos da Violência (NEV/FDSBC), conduziram uma pesquisa reveladora sobre o tema e estão empenhados em promover a conscientização e a erradicação desse problema social persistente.

A estudante explica os desafios enfrentados: “Observamos uma dificuldade na própria elaboração do discurso, já que se trata de um crime de origem estrutural. Nossos ouvintes são tanto os que cometem o crime, quanto as vítimas deles, por isso, unificar a fala para se fazer entender para os dois polos dessa demanda foi o nosso maior desafio.”

A pesquisa realizada pelo grupo destacou a importância da educação e da conscientização. Camilla ressalta: “Existem pesquisas na área de psicologia que mostram que, quanto mais velho, mais irredutível o ser humano fica para mudar de opinião, ver outros pontos de vista. Sendo assim, a hora de mudar, de quebrar essa estrutura racista é na formação enquanto pessoa mesmo.”

A estudante enfatiza que o racismo deve ser tratado com seriedade: “Além disso, o tema precisa ser tratado realmente como crime, porque é crime. Infelizmente, a sociedade normaliza, se acostuma e não cobra como deveria.”

O resultado da pesquisa, juntamente com outras discussões sobre segurança pública e violência, foi apresentado no início de outubro durante o primeiro Fórum Social de Segurança Pública e Combate à Violência. O evento foi organizado pelo Núcleo de Estudo da Violência (NEV-FDSBC) e contou com a liderança do Prof. Dr. Tailson Pires Costa.

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

× Como posso te ajudar?
Pular para o conteúdo