GOVERNO PREMIA SÃO BERNARDO POR COMBATE À TRANSMISSÃO DE HIV E SÍFILIS

GOVERNO PREMIA SÃO BERNARDO POR COMBATE À TRANSMISSÃO DE HIV E SÍFILIS, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC
GOVERNO PREMIA SÃO BERNARDO POR COMBATE À TRANSMISSÃO DE HIV E SÍFILIS, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC clique aqui e ouça a matéria

Município foi o único do Grande ABC que atingiu os dois indicadores estabelecidos pelo governo estadual para evitar a transmissão passada de mãe para filho, durante a gravidez ou parto

A Prefeitura de São Bernardo foi reconhecida mais uma vez pelas ações desempenhadas pelos profissionais da rede municipal de saúde. Desta vez, a cidade foi contemplada com o Prêmio Luiza Matida, concedido pelo Governo do Estado de São Paulo, aos municípios que atingiram indicadores de redução ou eliminação da transmissão vertical do vírus do HIV e da Sífilis Congênita, ou seja, que é passada de mãe para filho durante a gestação, no parto ou após o nascimento da criança, na amamentação.

A premiação concedida na última quarta-feira (25/10), durante a 8ª Semana Paulista de Mobilização Contra a Sífilis e Sífilis Congênita, coloca São Bernardo como a única cidade do Grande ABC a atingir os indicadores do Estado para redução da transmissão vertical tanto do HIV como da Sífilis Congênita. No Estado de São Paulo, apenas 30 cidades conseguiram alcançar as duas metas.

No caso do HIV, São Bernardo conseguiu eliminar totalmente a transmissão vertical. Em 2021, ano base para a premiação, a cidade não teve nenhum caso registrado. Isso só foi possível graças ao trabalho da rede municipal de Saúde que acompanhou o pré-natal de 100% das gestantes infectadas com o vírus. Já a taxa de incidência de sífilis congênita ficou em 5,7 casos por 1.000 nascidos vivos. Ou seja, índice dentro da meta estipulada pelo Governo do Estado que era de até 7,5.

“Além de ampliarmos a rede municipal de saúde de São Bernardo com a entrega de novos hospitais, este prêmio mostra que o excelente trabalho feito na Atenção Básica é referência no Estado de São Paulo ao colocar em prática políticas públicas e programas eficazes na promoção da saúde junto a nossa população”, destacou o prefeito Orlando Morando.

Na avaliação do secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, o prêmio é um reconhecimento ao trabalho e empenho dos profissionais da rede municipal de São Bernardo. “Nossa equipe, em especial do Programa Municipal de IST, HIV e Hepatites Virais, tem feito um trabalho extremamente importante ao seguir protocolos de tratamento e prevenção desses vírus, permitindo assim, que a gente consiga evitar a transmissão vertical tanto do HIV como da Sífilis Congênita”.

O Programa Municipal de IST/HIV/HV é responsável por implementar as ações de promoção, prevenção e assistência a estes agravos em todo o município. O SAE (Serviço de Assistência Especializada) e o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), que fazem parte do programa municipal, são responsáveis por fazer o atendimento e acolhimento da população em geral que deseja realizar testes e receber orientação sobre HIV, Sífilis e Hepatites B e C, além do acompanhamento de portadores desses vírus. O serviço funciona na Policlínica Centro (Avenida Armando Ítalo Setti, 402 – Baeta Neves), de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. O CTA funciona no mesmo local, de segunda a sexta-feira das 8h às 16h.

Coordenadora do Programa Municipal de IST/ HIV/HV, a Dra. Dóris Sztutman Bergmann esteve presente na cerimônia de premiação representando o município e destacou a importância dos indicadores obtidos pelo município. “Além de reduzirmos a transmissão vertical destes agravos, a equipe do Programa tem conseguido ainda dar atenção integral aos pacientes referenciadas na rede”.

O Prêmio Luiza Matida é idealizado pelo Programa Estadual DST/Aids-SP, e homenageia a médica pediatra e sanitarista Luiza Harunari Matida, falecida em 2014, por seu trabalho durante vinte anos no Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP da Secretaria de Estado da Saúde e pela elaboração de políticas públicas e ações que realizou no controle da sífilis que contribuíram para a redução dos casos de sífilis no Estado de São Paulo.

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Pular para o conteúdo