JADER FILHO: PRIORIDADE SERÁ RESGATAR O MINHA CASA MINHA VIDA, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC
JADER FILHO: PRIORIDADE SERÁ RESGATAR O MINHA CASA MINHA VIDA, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC clique aqui e ouça a matéria

Ministro também afirmou que vai levar investimentos de acordo com a realidade de cada região do país e que incentivará a participação da iniciativa privada no saneamento

Resgatar o programa Minha Casa Minha Vida será uma das prioridades do Ministério das Cidades, disse, nesta terça-feira (03/01), Jader Barbalho Filho durante cerimônia de transmissão de cargo, em Brasília (DF).

“Um programa tão importante, mas que foi descontinuado. Todo gestor quer deixar a sua marca de alguma forma. A minha será a das reconquistas na área social. Nela, o destaque mais que especial fica para o Minha Casa Minha Vida”, afirmou. “O déficit habitacional se tornou ainda mais crítico após a pandemia. O desmonte do Minha Casa Minha Vida sobre os mais carentes foi desastroso”, completou ele, que estará à frente de um órgão responsável por políticas públicas e ações federais também voltadas ao saneamento ambiental, mobilidade, trânsito urbano e territórios periféricos.

“Estou lisonjeado pela missão recebida do presidente Lula. A maior da minha vida. Precisaremos reconstruir um dos ministérios mais importantes da Esplanada. Ele alcança o dia a dia das pessoas, chega onde as pessoas moram, vão ao trabalho, levam os filhos nas escolas. O nome diz tudo, Ministério das Cidades”, destacou o ministro. “Vamos levar investimentos e recursos de acordo com a realidade de cada região. Serei o ministro do país inteiro. Para tanto, precisa ter diálogo sempre”, enfatizou.

Jader Filho destacou, ainda, o trabalho que será realizado na área do saneamento básico. “Vamos incentivar o investimento privado no saneamento, mas, em muitas áreas do país, áreas mais pobres, não há interesse da iniciativa privada em investir”, observou. “O poder público precisa agir e vamos agir. Vamos entender as necessidades de cada região, somar forças, investir, resolver o que pudermos e avançar no que pudermos, porque saneamento é saúde e precisa ser levado a sério”, apontou.

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content