OBRAS DE DESCONTAMINAÇÃO DO JARDIM DAS OLIVEIRAS SUPERAM 50% DE EXECUÇÃO
OBRAS DE DESCONTAMINAÇÃO DO JARDIM DAS OLIVEIRAS SUPERAM 50% DE EXECUÇÃO clique aqui e ouça a matéria

Prefeito Orlando Morando atestou ritmo acelerado dos serviços durante vistoria; pavimentação avançará a partir de abril

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, vistoriou, na manhã desta quinta-feira (17/3), as tão esperadas obras de transformação do bairro Jardim das Oliveiras, região que abriga cerca de 5.000 famílias e onde funcionou no passado o lixão do Alvarenga. Mais da metade dos serviços de descontaminação do solo já foi executada e a expectativa é que a pavimentação, parcialmente iniciada, avance a partir de abril.

No local, Morando visitou a chamada casa de máquinas, espaço que abrigará tanques, de a dois a quatro metros de diâmetro, que absorverão os gases tóxicos extraídos do solo e serão responsáveis por descontaminar a região. Na prática, mais da metade (52%) desse processo já foi concluído e os demais serviços de infraestrutura estão em ritmo acelerado. “Antes que possamos trazer a rede de água e saneamento básico e asfaltar todas as ruas, precisamos recuperar o solo para garantir segurança à saúde das famílias que residem aqui. A população do Jardim das Oliveiras espera por isso há mais de 30 anos e nenhuma outra gestão quis resolver esse problema porque sabia que ia dar trabalho. Mas foi para isso que eu virei prefeito, para resolver o que precisa ser solucionado”, frisou.

Em locais estratégicos do bairro foram instalados poços de sucção de poluentes e 160 mangueiras responsáveis por aspirar o gás metano da terra (a 3,5 metros de profundidade) e conduzir as substâncias aos tanques. “Todo o bairro passará pela absorção dos gases. Aqui (na casa de máquinas), faremos o monitoramento. Tudo o que for extraído será concentrado aqui, tirando o gás e descontaminando o subsolo. Chamamos esse processo de remediação do solo. Parte desse gás será dissipada no próprio ar e a outra será levada para ser reaproveitada”, explicou o engenheiro civil responsável pelas intervenções, Mário Inecchi Junior, da Weber Consultoria e Engenharia Ambiental, uma das empresas que integram o consórcio contratado para executar as intervenções.

SEGURANÇA – Ao todo, serão investidos R$ 35,1 milhões nas obras. A expectativa dos técnicos é que o processo de descontaminação seja totalmente concluído, ou seja, que os resíduos tóxicos sejam completamente eliminados no período de cinco a sete anos. Esse procedimento é feito em conformidade às exigências da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

ASFALTO NOVO – O processo de recapeamento asfáltico do Jardim das Oliveiras iniciou em dezembro e tem sido feito no âmbito do Programa Asfalto Novo. Serão 20 vias asfaltadas e sinalizadas, totalizando 4km de extensão. Cerca de 40% dos serviços de implantação da nova rede de esgoto já foram concluídos e 8.500 m³ passaram pela troca de solo (descontaminação) – 52%. A pavimentação, que depende do avanço da limpeza do solo, atingiu 10% do total. A vistoria desta quinta também foi acompanhada pelo secretário adjunto de Transportes e Vias Públicas, Olímpio Fernandes.

Tagged: ,

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content