CRIME DA ESTRADA DO MONTANHÃO: JULGAMENTO DOS ACUSADOS PELA MORTE DA FAMÍLIA GONÇALVES CONTINUA HOJE

CRIME DA ESTRADA DO MONTANHÃO: JULGAMENTO DOS ACUSADOS PELA MORTE DA FAMÍLIA GONÇALVES CONTINUA HOJE, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC
CRIME DA ESTRADA DO MONTANHÃO: JULGAMENTO DOS ACUSADOS PELA MORTE DA FAMÍLIA GONÇALVES CONTINUA HOJE, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC clique aqui e ouça a matéria

Nesta terça-feira (13/06), o Fórum de Santo André retoma o segundo dia do julgamento dos acusados pelo brutal assassinato da família Gonçalves. As vítimas, os empresários Romuyuki e Flaviana Gonçalves, e o filho deles, Juan Victor, foram vítimas de um triplo homicídio qualificado. Os réus em julgamento são Anaflavia Meneses Gonçalves, filha e irmã das vítimas, sua ex-companheira, Carina Ramos, e Guilherme Ramos da Silva.
Os outros dois acusados, Jonathan Fagundes Ramos e Juliano de Oliveira Ramos Júnior, destituíram sua advogada no último minuto. O juiz da Vara do Júri de Santo André, remarcou o julgamento de ambos para uma data futura.
Hoje, espera-se que 14 testemunhas, tanto para a defesa quanto para a acusação, sejam ouvidas para esclarecer os eventos que levaram a este crime que chocou São Bernardo e o país inteiro.
Em meio a este turbilhão, Diogo Reis, primo da vítima Flaviana, conversou com nosso canal e compartilhou suas esperanças para o julgamento: “Estamos aliviados que o julgamento finalmente começou. Apesar dos depoimentos estarem repletos de falsidades, estamos confiantes de que a justiça prevalecerá”. Paralelamente, a família enfrenta uma crise, pois o marido de sua tia Vera Lúcia Chagas Conceição, mãe de Flaviana, desapareceu e tem Alzheimer.
O crime envolveu o assassinato de Romuyuki, Flaviana e Juan Victor Gonçalves. Seus corpos foram encontrados carbonizados em uma mata na Estrada do Montanhão, enquanto câmeras de segurança registraram os cinco réus entrando e saindo da residência da família.
A justiça havia unificado os processos dos réus a pedido das defesas, resultando em todos sendo julgados juntos. Detidos desde o incidente, enfrentam acusações que incluem roubo, homicídio qualificado, ocultação de cadáver e associação criminosa. Agora, o Brasil aguarda ansiosamente pelo veredito final.

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Pular para o conteúdo