HOSPITAL DE URGÊNCIA DE SÃO BERNARDO INTENSIFICA CIRURGIAS ELETIVAS PEDIÁTRICAS 
HOSPITAL DE URGÊNCIA DE SÃO BERNARDO INTENSIFICA CIRURGIAS ELETIVAS PEDIÁTRICAS  clique aqui e ouça a matéria

Equipamento vai realizar 20 procedimentos previamente agendados por semana, absorvendo toda a demanda da rede

O Hospital de Urgência (HU) Mauricio Soares de Almeida, em São Bernardo, começou nesta semana a realizar as primeiras cirurgias eletivas pediátricas, desde a sua inauguração, em maio de 2020, quando serviu de referência para o município para o tratamento da Covid-19. Com a estabilidade da pandemia, o HU passa a atender toda demanda de cirurgias eletivas infantis, antes realizadas no Hospital de Clínicas (HC) municipal.

Ao todo, serão 20 procedimentos por semana, de segunda a quinta-feira. Em uma força-tarefa da equipe de cirurgia pediátrica, nesta quarta-feira (10/8), foram realizados 15 procedimentos das 7h às 13h. “Estamos muito felizes, faz mais ou menos um ano que estamos esperando e ele está muito ansioso. Quero agradecer essa oportunidade”, disse Marina Palmieri Bertino, moradora do Jardim Represa e mãe do pequeno Nicolas, que realizou cirurgia nesta quarta-feira.

De acordo com o prefeito Orlando Morando, esta é mais uma conquista para a população de São Bernardo na área da saúde “Este equipamento foi um dos grandes responsáveis pela oferta de leito para todos que precisaram de tratamento contra o Coronavírus. Hoje, é uma alegria poder ver que está retomando mais uma das atividades de sua vocação, servindo de retaguarda para toda a rede de saúde de Urgência e Emergência, tanto adulto como pediátrica”, relatou Morando.

PROTOCOLO DE ALTAS PEDIÁTRICAS – Além do tratamento humanizado dos pacientes que ingressam no Hospital de Urgência, a equipe de farmacêuticos do Serviço de Farmácia Clínica desenvolveu um protocolo para promover a segurança na terapia medicamentosa domiciliar. Por meio de recursos lúdicos, tanto o responsável quanto a criança são envolvidos em todo o processo, facilitando a compreensão da importância da adesão ao tratamento para recuperação.

“Quando a criança sai de alta do hospital recebe uma cartilha que ilustra o passo a passo dos medicamentos que ela deve continuar usando em casa. Envolvemos também os familiares para que esse tratamento em casa seja desmistificado e de fácil continuidade fora do ambiente hospitalar. O resultado está sendo bastante positivo” relatou o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho.

Tagged: ,

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content