LIVRO RETRATA COM NOSTALGIA VIDA DE JOVEM EM SÃO BERNARDO DO CAMPO
LIVRO RETRATA COM NOSTALGIA VIDA DE JOVEM EM SÃO BERNARDO DO CAMPO clique aqui e ouça a matéria

Obra “Salve, São Bernardo: crônicas da juventude” narra os ‘rolês’ e dramas da vida de um jovem na maior cidade do ABC Paulista; Escrito pelo jornalista Lucas Alves, o livro foi vencedor de edital da Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria de Cultura de São Bernardo

Ser jovem significa ser livre para errar. É o que defende o jornalista Lucas Alves, autor do recém-lançado livro “Salve, São Bernardo: crônicas da juventude”. A obra é um relato autobiográfico sobre o que significa crescer enquanto jovem na maior cidade do ABC Paulista e traz histórias que narram e brincam com os dramas da juventude, como a descoberta da própria identidade, lidar com o primeiro emprego e sair da casa dos pais. Além disso, relembra com detalhes os “rolês” mais inesquecíveis dessa época e vividos pelo autor (quando ainda era possível fazê-los).

O livro foi publicado em maio de 2021 e pode ser adquirido na internet. A obra é ao mesmo tempo uma homenagem à cidade de São Bernardo do Campo e uma viagem nostálgica a essa fase tão marcante da vida.

Além de polo industrial automotivo e símbolo de resistência no período da ditadura, São Bernardo do Campo também é conhecida por ter uma juventude extremamente diversa e socialmente ativa. Seja em baladas mais tradicionais ou até em rolês underground e desconhecidos para o público em geral, os jovens são-bernardenses estão sempre em busca de “qual é a boa para hoje”, ou pelo menos estavam até a chegada da pandemia.

“Existe um grande senso de pertencimento dos jovens com a região do ABC, e com São Bernardo a história não é diferente. Isso acontece por vários motivos, mas acredito que seja principalmente por conta dos vínculos que as pessoas constroem aqui. São as pessoas que fazem a história de um local, e tanto no ABC como em São Bernardo, a juventude sempre esteve em busca de novas experiências, interagindo entre si, explorando e transformando a região”, explica o autor Lucas Alves.

LIVRO RETRATA COM NOSTALGIA VIDA DE JOVEM EM SÃO BERNARDO DO CAMPO

As crônicas da juventude

Cada pessoa tem a sua própria história de juventude, mas muitas das vivências pelas quais passamos se parecem com as de outros jovens também. Foi o caso do autor, que narra nas 21 crônicas do livro os principais momentos dessa fase, do ensino médio até a vida adulta. Em textos como “Um grande salto”, “Jovem aprendiz” e “Vida de estagiário”, são retratadas passagens como a saída da casa dos pais e como lidar com o início da carreira profissional.

As crônicas também traduzem a relação entre o jovem e a cidade. No texto de abertura, “Salve, São Bernardo”, uma ode a tudo o que torna o lugar tão especial, como o fato de ser uma cidade grande com clima de interior. Já em textos como “O escadão do Sonda”, “Sobre o rolê” e “Fetiche em cômodo”, o autor faz uma análise pessoal e detalhada sobre os principais rolês da cidade (como festas e baladas), frequentados por milhares de jovens.

A pandemia tem sido um momento de teste em especial para os mais novos e não passou despercebida no livro. A crônica “Triste adeus à minha jovem-juventude” fala sobre como o jovem lida com a quarentena. E em um dos textos finais do livro, “Carta aos 15”, o autor faz uma viagem no tempo e escreve uma mensagem do futuro para o seu “eu” de 15 anos de idade, a fim de trazer a experiência e os aprendizados adquiridos durante todo esse tempo.

“Historicamente, o jovem já não vivia um bom momento antes da pandemia, tendo que lidar com o desemprego e questões de saúde como ansiedade e depressão. Hoje, temos muita dificuldade em olhar para frente e enxergar uma perspectiva positiva do futuro. Uma das poucas coisas que podemos fazer agora é ler, e espero que o livro possa divertir e fazer com que todos relembrem os melhores momentos da juventude com carinho”, finaliza.

O projeto foi viabilizado pela Lei Federal Aldir Blanc, criada durante o período da pandemia para apoiar a classe artística do país. O livro foi um dos 27 vencedores do edital de Publicações, organizado pela Secretaria de Cultura e Juventude de São Bernardo do Campo (SP).

Sobre o autor

Lucas Alves (ou “Luvas”) é um jovem jornalista de São Bernardo do Campo (SP). É autor do livro Salve, São Bernardo: crônicas da juventude e também do do instalivro Noturno, em que narra histórias sobre os passageiros do ônibus da madrugada de São Paulo.

Com uma profunda relação com o ABC Paulista, é fácil topar com ele caminhando pelas ruas do bairro Baeta Neves, onde cresceu e vive hoje em dia, ou também pelos rolês da região. Formou-se em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e escreveu para diversas revistas e portais brasileiros. Também atuou em organizações sociais ligadas ao tema da juventude. Hoje, trabalha como estrategista de conteúdo na consultoria de inovação Questtonó.

Siga nas redes sociais: @luvasalces

Tagged: , , ,

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content