MINAS TEM 101 MUNICÍPIOS EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA POR CAUSA DA CHUVA, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC
MINAS TEM 101 MUNICÍPIOS EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA POR CAUSA DA CHUVA, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC clique aqui e ouça a matéria

Minas Gerais tem hoje (22) 101 municípios em situação de emergência em razão dos efeitos das chuvas intensas que vêm atingindo o estado nos últimos dias, sobretudo as regiões metropolitana de Belo Horizonte, sul, Campo das Vertentes e Zona da Mata.MINAS TEM 101 MUNICÍPIOS EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA POR CAUSA DA CHUVA, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBCMINAS TEM 101 MUNICÍPIOS EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA POR CAUSA DA CHUVA, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC

Boletim divulgado nesta quinta-feira pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) informa que, desde o início do período chuvoso, em setembro, já são 4.843 pessoas desalojadas, que tiveram que deixar suas casas por causa das chuvas e se abrigaram com parentes ou amigos. Há 1.312 pessoas desabrigadas, que precisam de abrigo público por causa de danos ou ameaças a seus domicílios. Até o momento, o estado registrou oito mortes em consequência das chuvas.

A Cedec destacou duas ocorrências em função das chuvas de ontem: a primeira foi em Sabará, região metropolitana da capital, onde o volume do Rio das Velhas chegou perto da cota máxima e houve queda de árvores, taludes e algumas ruas foram inundadas durante o temporal. “A Defesa Civil do município e o agente regional da Defesa Civil vistoriaram as áreas de risco de deslizamento de encostas em Sabará, orientando os moradores, além de monitorar o nível do rio”, informou o governo mineiro. Segundo a Cedec, não há registro de desalojados ou desabrigados e os serviços essenciais estão funcionando normalmente.

A segunda ocorrência foi em Patrocínio do Muriaé, na Zona da Mata. “Por conta das chuvas intensas, as águas do Rio Muriaé subiram de forma abrupta, formando pontos de inundação. Seis pessoas ficaram desabrigadas e cinco, desalojadas. Os serviços essenciais não foram afetados”, informou a Cedec.

Agência Brasil
foto Climatempo

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content