SÃO BERNARDO CRIA 14,8 MIL VAGAS DE EMPREGOS FORMAIS, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC
SÃO BERNARDO CRIA 14,8 MIL VAGAS DE EMPREGOS FORMAIS, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC clique aqui e ouça a matéria

De janeiro a novembro, município liderou geração de postos de trabalho no Grande ABC; setor de serviços foi responsável pelo maior volume de contratações

Líder na geração de empregos no Grande ABC, São Bernardo acumula neste ano a criação de 14.838 mil postos de trabalho. O resultado é o maior volume de contratações obtido pelo município nos últimos 11 anos, segundo dados divulgados na última semana pelo Ministério da Economia, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Segundo o levantamento, um a cada três postos de trabalho abertos na região, entre janeiro a novembro deste ano, foi criado em São Bernardo. Desde 2010, quando foram gerados 15,7 mil empregos com carteira assinada, a cidade não registrava um saldo tão expressivo como este.

Apenas no último mês de novembro, impulsionado pela abertura das vagas de fim de ano, o município registrou saldo positivo de 2.426 postos de trabalho. Foram 10.997 admissões e 8.571 desligamentos.

Quando analisado a geração de empregos por área, o setor de serviços foi responsável neste ano pelo maior volume de contratações. Em 2021, foram 6.929 mil vagas com carteira assinada criadas em São Bernardo. Na sequência aparecem ainda os setores de comércio (3.789) e indústria (2.592).

“O expressivo resultado que São Bernardo obteve neste ano na geração de empregos é reflexo das políticas públicas que adotamos para fomentar à economia da cidade, com a desburocratização de processos e a melhora contínua da nossa infraestrutura. A soma dessas ações tem atraído cada vez mais novos negócios para São Bernardo, impulsionando assim nossa economia e a geração de empregos”, destacou o prefeito Orlando Morando.

Na contramão do País, São Bernardo tem driblado a crise econômica e prevê atrair investimentos de mais de R$ 9 bilhões até 2022, segundo mapeamento desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e apresentado no início deste mês pela Prefeitura.

O estudo estimou ainda efeitos diretos, indiretos e induzidos que vão movimentar toda a cadeia produtiva em mais de R$ 22 bilhões, gerando R$ 10,2 bilhões em renda de fornecedores, R$ 5,6 bilhões em tributos e resultando na geração de cerca de 230 mil empregos, sendo mais de 46 mil na construção civil.

CAPACITAÇÃO – Além de atrair novos investimentos, São Bernardo tem trabalhado também na capacitação profissional de munícipes da cidade. Atualmente, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Trabalho e Turismo, em parceria com o Sebrae, mantém uma grade permanente de palestras e oficinas com o objetivo de capacitar microempreendedores.

CENTRAL DE TRABALHO E RENDA – A inserção e recolocação no mercado de trabalho, por sua vez, é intermediada pela Central de Trabalho e Renda (CTR), gerida pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Trabalho e Turismo. A agência pública oferece serviços gratuitos de intermediação de vagas de emprego e habilitação de seguro-desemprego e fica na Rua Padre Lustosa, 48, no Centro, com atendimento de segunda a quinta-feira, das 8h às 17h, e às sextas-feiras, das 8h às 15h. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (11) 2630-7600/7618.

Tagged: , , , , , ,

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content