MERCEDES EMITE COMUNICADO ANUNCIANDO TERCEIRIZAÇÃO E DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC
MERCEDES EMITE COMUNICADO ANUNCIANDO TERCEIRIZAÇÃO E DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS, TV São Bernardo - Notícias de São Bernardo do Campo - TVSBC clique aqui e ouça a matéria

Nesta terça-feira (06), a Mercedes-Benz do Brasil emitiu um comunicado interno anunciando a terceirização de setores da empresa e o desligamento de cerca de 1400 funcionários a partir de janeiro de 2023. Ao todo, cerca de 3600 colaboradores serão afetados. Dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC estiveram reunidos com a diretoria da empresa.

De acordo com a empresa, fatores econômicos têm afetado os resultados financeiros há 10 anos. Segundo o comunicado, foi necessário adotar um “Plano de Transformação” para reduzir gastos, ter estruturas e processos ágeis e aumentar a competitividade da empresa.

Ainda segundo a Mercedes, a terceirização refere-se aos setores de logística, manutenção, ferramentaria, laboratório, fabricação e montagem de Eixo Dianteiro e Transmissão Média.

Em nota, o sindicato informou que haverá assembleia na próxima semana, o encontro será realizado na planta da empresa em São Bernardo, veja a nota na íntegra

“A diretoria da Mercedes-Benz esteve reunida com os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC no início da tarde desta terça-feira (06/09) para dizer que quer abrir um processo de negociação sobre os temas informados em comunicado divulgado internamente aos trabalhadores no dia de hoje.

A direção do Sindicato tem uma assembleia marcada com todos os trabalhadores na planta São Bernardo na próxima quinta-feira (08/09), às 14h. Esclarecimentos e comunicados à imprensa por parte do Sindicato e sua direção só serão feitos após conversa e assembleia com os trabalhadores da planta.” Informou o sindicato.

Posicionamento oficial da Mercedes-Benz Caminhões e Ônibus:

·      A Mercedes-Benz do Brasil há mais de 65 anos fabrica caminhões e chassis de ônibus no país e tem constantemente investido na transformação tecnológica da indústria, que ocorre mundialmente de forma rápida e disruptiva.

·      No nosso atual ciclo de investimentos, de 2018 a 2022 (R$ 2,4 bilhões), lançamos as fábricas 4.0 de caminhões e chassis de ônibus e produtos da mais alta tecnologia e segurança, como o Actros, o Arocs e, mais recentemente, o chassi de ônibus elétrico urbano eO500U, já na era da eletromobilidade. Tudo isso, ouvindo as demandas de nossos clientes, que esperam por produtos e serviços de qualidade, mas, ao mesmo tempo, de empresas mais ágeis e com custos mais competitivos.

·         Em geral, observamos que a pressão dos custos no ambiente de mercado tem se intensificado.

·      O mercado tem se tornado mais dinâmico do que nunca e a competitividade em nossa indústria vai continuar a se intensificar, especialmente considerando a transformação das tecnologias tradicionais para novas formas de propulsão.

·      Fica evidente que, para dar conta da velocidade de transformação desta indústria e do aumento da pressão dos custos, é necessário focarmos ainda mais no core business da Companhia. Em outras palavras, vamos implementar dentro de casa o nosso “Transformation Plan”, cujo objetivo é nos concentrar naquilo que é realmente necessário e demandado pelo mercado.

·      Diante desse cenário, focaremos na fabricação de nossos caminhões e chassis de ônibus e no desenvolvimento de tecnologias e serviços do futuro.

·      Isso significa que vamos deixar de produzir internamente alguns componentes e deixar de exercer atividades que podem ser realizadas por outras empresas parceiras, tais como: logística, manutenção, fabricação e montagem de eixos dianteiro e transmissão média, ferramentaria e laboratórios, até então realizadas na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) e que passarão a ser exercidas por empresas contratadas – de preferência na região do Grande ABC, em compromisso com a nossa comunidade local.

·         Desta maneira, a Mercedes-Benz do Brasil deverá gerar na sua cadeia direta de fornecedores novos significativos volumes de negócios, em materiais e serviços que passarão a ser contratados de empresas especializadas.

·         Nesse redirecionamento de atividades, deverão ser impactados cerca de 2.200 colaboradores da unidade de São Bernardo do Campo, envolvidos diretamente no Plano de Transformação, de acordo com um cronograma específico.

·         Em paralelo, visando nos ajustar à demanda do mercado de veículos comerciais, cerca de 1.400 colaboradores temporários da unidade não terão seus contratos renovados a partir de dezembro de 2022, salvo eventuais mudanças significativas nos volumes de produção previstos.

·         Com todas essas medidas imprescindíveis, vamos nos tornar mais ágeis, eficientes e competitivos para as entregas aos nossos clientes e, sobretudo, estamos garantindo a sustentabilidade dos negócios da Mercedes-Benz Caminhões e Ônibus a longo prazo no Brasil.

·         Enfatizamos que todas as discussões que impactam diretamente nossos colaboradores serão objeto de ampla negociação com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a serem iniciadas no decorrer desta semana.

·         Mantendo o nosso comportamento histórico, a MBBras fará todos os esforços possíveis para que se atinja uma solução negociada, sempre com transparência, respeito a todos os envolvidos e comprometimento com a sociedade.

·         Mais uma vez asseguramos a nossa prioridade em atender nossos clientes e seguir com a nossa missão de entregar os melhores caminhões, chassis de ônibus, serviços e tecnologias ao mercado. 

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content