POLÍCIA PRENDE MULHER TRANS SUSPEITA DE MATAR AMIGO EM SBC, ASSUMIR A IDENTIDADE DELE E MOVIMENTAR CERCA DE R$ 1 MILHÃO
POLÍCIA PRENDE MULHER TRANS SUSPEITA DE MATAR AMIGO EM SBC, ASSUMIR A IDENTIDADE DELE E MOVIMENTAR CERCA DE R$ 1 MILHÃO clique aqui e ouça a matéria

Uma mulher transexual foi presa nesta quarta-feira (31), suspeita de matar o amigo, ocultar o cadáver e assumir sua identidade por um ano em São Bernardo do Campo.

Segundo a Polícia Civil, Maryana Elisa Rimes Paulo, de 49 anos, teria matado Marcelo do Lago Limeira com doses excessivas de remédios, após este realizar uma cirurgia no rosto.

Marcelo vivia sozinho e havia também começado o processo de transição de gênero, já realizado por Maryana, há cerca de um ano e meio. Após o homicídio, Maryana teria se passado por Marcelo durante um ano e movimentado cerca de R$1 milhão.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a suspeita teria contado com a ajuda de outro amigo, Ronaldo Bertolini, para se livrar do corpo de Marcelo. A investigação aponta que os dois queimaram o corpo da vítima em uma chácara alugada no Campo Limpo Paulista e depois abandonaram os ossos na Estrada Edgar Máximo Zambotto, via que liga Jundiaí à Grande São Paulo.

Em abril deste ano, Maryana tentou movimentar dinheiro de Marcelo apresentando uma procuração ao banco. Contudo, Marcelo era conhecido pela gerente, que suspeitou e acionou a polícia.

O desaparecimento de Marcelo foi registrado no 2º Distrito Policial de São Bernardo do Campo. O caso foi encaminhado ao Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa do município, onde o crime foi desvendado. Maryana e Ronaldo estão presos.

Comente

Seu email não irá ser publicado Preencha os campos marcados com *.

Skip to content